sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Ao fim de dezembro

Caminhando sem pressa palas calçadas iluminadas. Olha em volta e há luzes coloridas em toda a parte, e por seus olhos tudo parece bem mais vivo. Observa a garotinha sorrindo ao pé de uma árvore enquanto aponta para a estrela que cintila ao topo. Ela sorri e dá pulinhos, voltando a segurar nas mãos da mãe. Um sorriso gratificante surge no rosto que observa. Agradece silenciosamente pela percepção dos detalhes tênues. E seus passos voltam a deslizar pela calçada, os levando à sua casa. Pela janela da cozinha ela olha. Na mesa um peru desfigurado, e então nota o pé pequeno que aparece pela toalha com estampas de sinos. Mãozinhas surgem apalpando as uvas e o queijo, e levando tudo pra debaixo da mesa novamente. Sai dali deixando o seu pequeno ladrãozinho se empanturrar em paz. É recebida por sorrisos que enchem a sala. Algumas das pessoas seguram taças de vinho tinto, outras desembrulham presentes, alguém está dançando uma musica animada perto à árvore natalina. E mais uma vez ela ri. E mais uma vez ela vê tudo brilhar.

-

Desejo-lhe um Natal maravilhoso. E um Ano Novo de pessoas prósperas. Porque quando você espera que o ano seja próspero talvez ele esteja esperando o mesmo de você.

Nenhum comentário: