sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Então apareça


Sorrindo me veja
Que o sorriso enlouqueça,
Sentindo me beija
E de partir se esqueça

Nos olhos me olha,
No brilho se perca
Que a tarde entardeça
E o abraço aqueça

Se o adeus já se achega,
Que a saudade cresça
E pra findar a espera,
Amanhã apareça.

10 comentários:

. pamela moreno santiago disse...

Eu não sei escrever poemas :(
Invejinha boa. Hahaha
Beeijos

Pegadas do Coração disse...

Pequeno, simples e acrescentado com um toque de brilho. Parabéns!

Dani Ferreira disse...

Assim como a Pamela eu também não sei escrever poemas haha ;B Acho tão lindinho, tão suave.
"E de partir se esqueça".
Um encanto Mai, parabéns (:
Bgs ;*

Jaynne Santos disse...

Tão pequeno, mas que consegue retratar uma história de longas linhas. O que muitas pessoas ainda não sabem é que: A ponte LER e ESCREVER vai muito além do que apenas o ato em si. Uma única palavra é capaz de representar textos inteiros, o contrário também acontece, um texto inteiro pode não ser digno de uma única palavra.
Mas você Mai, já sabe disso. Esse seu poema foi capaz de transmitir essa realidade, claro que tão somente para quem estar preocupado em ir além do ato. O que eu quero dizer é que esse seu poema pode ser sim digno de uma única palavra, mas essa fica a critério de cada um. Porque escrever também não é limitar!

Forte abraço;)

Minne disse...

Maiara, que poema mais encantador. Olhe que eu não sou muito fã de poemas, nem sei escrevê-los, mas esse me cativou por interio com essa doçura que ele tem. A saudade sempre inventa um jeito de se intrometer entre duas pessoas, isso é constante, e o tempo passa rápido apesar de os dois quererem o contrário. Mas é bom ficar no aconchego de um abraço e principalmente ver com os olhos do coração, sim, eu acredito neles. Lindo viu Maiara ?

Vinicius Ferrari disse...

Nossa, eu so sei rimar: Batatinha quando nasce se esparrama pelo chão, menininha quando dorme põe a mão no coração!

e olha que o verso nem meu é! APSKOPOASK

Parabens, ficou muito bonito mesmo!

Haa, e muito obrigado pelos elogios la no ervilhando. *-*

beijos e bom fim de semana!

Laércio Neto disse...

Muito fofo !
Poema leve, bem bonito.

Tô te seguindo agora, viu ? Dá uma passada em meu blog, vc vai gostar !

Beijo !

Gabriele Santos disse...

juro que meus olhos brilharam quando li este poema e que um sorriso se apoderou dos meus lábios.
Belo demais menina, parabéns.

• cynthia bs disse...

Cara!
Que brilho tem esse poema!!!
Confesso que, de primeira, não entendi muita coisa. Tive de relê-lo até perceber o quão delicioso estava a ser apreciar as palavras enlouquecentes.
Bom, novamente, as suas palavras soam um brilho terno e radiante. Que delícia simplesmente ver alguém a sorrir... e melhor ainda enlouquecer com este sorriso que parece eternizar-se em nosso ser! Que encantador olhar nos olhos de alguém... e mais encantador ainda perder-se no brilho que se petrifica em nós!

Lindo poema! Sem palavras para apreciá-lo. Apenas, lindo!

Beijos... indo ler o poema abaixo (sim, eu sou meio louca e começo de cima para baixo*).

C. disse...

Um texto que traz em sua essência a candura do querer bem, a vontade de voltar a ver e refazer um carinho da maneira mais singela e linda.