sexta-feira, 11 de março de 2011

Nota ao desconhecido

E o corpo vazio observou o âmago bater em retirada.



Perdi-me em um verso qualquer, e não sei onde fui parar. Se achar-me por aí, leia-me para si, e não esqueça: não me diga em que caligrafia encontrou-me.

Poeta ludibriado.

17 comentários:

Erika Santos ♥ disse...

que coisa mais linda...
tão poético, artístico, romântico..

amei, amei, amei....♥

bejin flor

::Textinhos:: disse...

seguindo**
segue?http://cantinho10.blogspot.com/

Jéssica F. disse...

Quanta intensidade em duas linhas! e tão poéticas soaram as palavras. PERFEITO!

Caroline Araújo disse...

Eu sempre me impressiono verdadeira e extremamente quando tal fato se reproduz tão belo e sereno diante dos meus olhos: Quando tão poucas palavras me conduzem a um mar de possibilidades; dizem tanto sem grandes esforços. Isso é lindo, sempre tudo é lindo aqui.
Grande beijo querida Mai.

Jaynne Santos disse...

Mai, realmente é um projeto muito interessante. Obrigada por ter me passado, quero mesmo participar. Acontece que não sei se terei tempo, estou trabalhando o dia todo, e farei faculdade a noite que nem aqui na minha cidade é.
Bem já sabe como fica né. Vida sem tempo para nada. Isso já me acabou um namoro, infelizmente. Talvez me forçe até a ter que fechar o blog. Realmente farei o possível para que não seja preciso, darei meu máximo.

Enquanto esse seu prolixo e literário post, está fascinante. A gente até se perde nas palavras, e essas parecem nos abraçar e não soltar nunca mais.

Grande beijo;

Jaynne Santos disse...

Ah Mai, obrigada, de verdade.
Enquanto a revista, acho que já vou enviar algum texto meu.

beijo.

Tahis Cristine disse...

Aiiii q liiiindo!!! Adoreei! Bjs!!!

• Cynthia Brito • disse...

Mai, querida, estas palavras são tão suaves que me fizeram aprofundar meus pensamentos na imagem que, por sinal, traduz muito bem os detalhes que as palavras trazem.
Belo post!

Beijos, minha flor.

Com amor,
|Cynthia|

Jéssica disse...

Quanta delicadeza em suas palavras, é romântico, poético é perfeito.
e particularmente eu adoro ler seus textos!
grande beijo!

Bruno disse...

agradeço a sua atenção no blog das flores!

Dani Ferreira disse...

Esse é daqueles que me deixa até com receio de comentar e não saber dizer o quanto ficou bom riri :B
Como muita gente já disse, muito poético. E a imagem é linda, nos transmite diversas sensações *-*
Bgs Maai :*

Anônimo disse...

Sabe Mai, esse foi um dos menores poemas que já li e um dos mais completos. Gostei muito de sua essência.

Agora quero pedir-lhe mil desculpas por minha ausência, pois de tempos em tempos fico sem internet e também teve o carnaval e tals. Mas sempre que estou na casa de alguém ou próximo a um computador eu dou um espiada nos blogs que eu mais gosto, e o seu é um deles, mas só não tenho tempo suficiente pra comentar algo digno do seu blog.

Beijos, Laryssa Lima.

Laryssa disse...

Sabe Mai, esse foi um dos menores poemas que já li e um dos mais completos. Gostei muito de sua essência.

Agora quero pedir-lhe mil desculpas por minha ausência, pois de tempos em tempos fico sem internet e também teve o carnaval e tals. Mas sempre que estou na casa de alguém ou próximo a um computador eu dou um espiada nos blogs que eu mais gosto, e o seu é um deles, mas só não tenho tempo suficiente pra comentar algo digno do seu blog.

Beijos, Laryssa Lima

P.S.: Cliquei no anônimo sem querer!

Babih Xavier disse...

Que lindo
gostoso de ler sentir *-*

Monique Premazzi disse...

Amei as suas frases. Simplesmente uma delicia de ler coisas assim que falam por todo um texto gigante. Poucas palavras já bastam pra transmitir qualquer coisa, é verdade.

AMEI <3

Jonas G. disse...

Lindo texto...Palavras belas e delicadas desse trecho...
Ficou encantada com tal caligrafia de uma pequena nota que se perdeu por aí
Sim posso dizer que também vou ler ele e me identificar

Gostei muito
Blog:
www.odiariodeumdesenhista.blogspot.com

C. disse...

Perder-se é se encontrar, minha querida.