quarta-feira, 27 de abril de 2011

Me diz

La Vie En Rose - Dalida

- O mundo sempre foi bonito assim, ou é só você segurando a minha mão outra vez?

Queria poder colocar em palavras tudo o que você é para mim; tudo o que você me provoca; tudo o que sinto quando os meus olhos se perdem nos seus. Mas isso é impossível, porque acredito que esse tudo habita o âmago do infinito.
E já me achego com o meu lirismo, e a minha poesia tão clichê... Mas não me importo, já não ligo, porque hoje estou toda você.

E eu te amo, você já sabe. É o que sei dizer a todo tempo; em qualquer tom. Mas de toda a verdade o amor é a palavra que uso para encurtar esse turbilhão de sentimentos que me faz planar em mim mesma. Eu, em primeira pessoa, digo que jamais me senti assim antes, é algo quase impossível, e disse quase porque o vivo nesse exato momento.

Já tive medo de acreditar que tudo isso era parte da minha imaginação; já apertei seu braço com força só para ter certeza de que estou mesmo acordada; já fiquei em silêncio apenas ouvindo, porque, meu Deus, você me faz esquecer de como devo falar. Eu simplesmente desaprendo.

Sabe, amor, a sua presença faz com que eu me sinta muito mais eu. E quando os seus dedos desvinculam-se dos meus, sinto que um pedaço de meu ser ficou com você, e já sei o que foi. Foi o meu coração que decidiu fazer morada em seu peito, e com tanto zelo você o guardou aí, desse seu lado esquerdo que é tão meu.

Meu. Gosto de dizer assim. Porque não é como num sentimento de posse que proclamo o meu bem. É com sentimento de alma que proclamo o você em mim; e o eu em você; e o nós, que na verdade somos um.

Me pergunto quem mais me diria que sou a mulher mais linda do mundo; quem mais me chamaria de amor de sua vida; quem mais colocaria a cabeça para fora da janela de um ônibus e gritaria declarações; quem mais me olharia tão fundo que as vezes sinto que vê até as mínimas extremidades da minha alma; quem mais me faria rir tão abertamente; quem mais coraria as minha bochechas; quem mais encheria os meus ouvidos de poesia; quem mais me amaria com toda a existência à mostra; quem mais me faria menina boba, quase tola; quem mais me veria tão bem assim; quem mais me faria caber num abraço que possui os meus exatos formatos; quem mais seguraria tão firme a minha mão; quem mais seria o motivo de felicidade inexplicável; quem mais me protegeria com tanto cuidado; quem mais seria para mim o homem da minha vida, se não você?

E não há mais ninguém, definitivamente, não há. Porque quando se sente inteira do jeito que me sinto agora; quando o amor vem forte e fica, do jeito que ficou, o mundo lá fora ganha outro sentido. E você, amor, com toda a sua imparidade, é o portador de todo o sentimento de quatro letras que cabe em mim. Você já sabe, eu te amo, exageradamente, te amo.


Olhos que fazem baixar os meus, um riso que se perde em sua boca; aí está o retrato sem retoque do homem a quem eu pertenço (...)” - La Vie En Rose


*Ao meu último romântico; Marcelo Fernando.

12 comentários:

. Diana Silva . disse...

gostei muito :3

Erica Lopes disse...

Imagino esse Marcelo Fernando lendo essa coisa linda que você escreveu *-*
Será que ele sentiu,com o mesmo sentimento ao qual você escreveu ? Eu espero que sim,pois eu senti cada palavrinha no fundo da alma.
Realmente uma declaração linda Maiara:D

Andarilho das Sombras disse...

Bom ver e sentir que o amor sobrevive nas entrelinhas de um ser que parece pulsá-lo intensamente.

Grato pela visita!
Volte sempre!
Fraterno Abraço!

Andrezza Vieira disse...

"E não há mais ninguém, definitivamente, não há" é um dos pensamentos mais fortes dos apaixonados. Noa há olhos pra outrem, há apenas amor, êxtase, satisfacao.
Inspirador, o seu texto traduz o sentimento de qualquer pessoa que está amando, ou pelo menos encantada. Quando você cita os exemplos "quem mais me chamaria de amor..", sao coisas simples, mas profundas quando se está amando.
Por fim, a música de fundo é bem linda.
Parabens por expor seu dom online. Continue fazendo isso, vou voltar mais vezes.
Beijo

www.ocontadordeodisseias.blogspot.com

Marcelo" disse...

Erica Lopes, eu o conheço muito bem, posso dizer que ele se sentiu muito bem ao ler isso e me arrisco a afirmar que foi uma coisa magica. =]

Maiara meu amor, sou o homem mais feliz do mundo por que você está ao meu lado... tocando o meu coração com a ponta dos seus dedos.

Bjo

Gabriel G. disse...

Bom cara amiga baiana, cada texto arretado ein? Dá pra notar nas entrelinhas(este em especial) até o seu modo de falar, deixas em seus textos a sua identidade, agora faça um favor?! Abra sua bolsa, pega a carteira e jogue fora seu RG, a gente não precisa mais dele, é você aqui nestas palavras, é o teu polegar nos parágrafos.

E, por mais que eu sempre acredite na efemeridade dos sentimentos esta foi uma das cartas mais lindas que li, que seja terno...e, se não for, espero que sempre seja o melhor.

Beijos

Erica Lopes disse...

Aaah que isso amor,seu blog é realmente fantástico e não me poupei em segui-lo,tenho fascinio por pessoas que escrevem com o coração.
Obrigado pelo comentário no blog viu ? E por seguir também,espero que voce goste de tudo que ler lá,e principalmente que opine :D

Bjs

C. disse...

Palavras nascidas lá na fonte, no rio das suas emocoes.
Continue na sua "viagem" e fazendo esse casamento perfeito de emocoes e escrita. Nós agradecemos :-)

Iasmin Cruz disse...

que lindo aqui, amei
parabeeens.

http://iasmincruz.blogspot.com/

Monique Premazzi disse...

Que declaração mais linda, menina. Amar é tão bom, ainda mais quando é correspondido, porque ai que fica ainda mais "perfeito".
Eu não sei o que falar sobre esse post, só sei que todo mundo que ama sabe como é se sentir assim por alguém.

Se cuida s2

Suzi Lima disse...

E eu ,sinceramente, espero que ele tenha lido esse lindo texto ^^

Bell Souza disse...

É, como eu sempre digo, nessa vida são poucos os homens que têm sorte.
Lindo, Mai. Lindo...