segunda-feira, 23 de maio de 2011

Resposta

Secret - Seal

Procurei por respostas em constelações distantes; tão distantes quanto os meus devaneios em meio à noite aberta. Prendi-me por tantas vezes na janela, e ancorada por suspiros sussurrava ao vento segredos que nunca voltaram a cantar em meus ouvidos. Porque as brisas que os levavam nunca fizeram curvas, andaram sem calcanhares. Mas nem ligo, é melhor assim.

E a noite sempre tomou para si a minha atenção, porque imagino que os que têm alma acesa elevam os olhos às estrelas. E de todos os poetas passados, sei que tiraram de noites estreladas palavras tênues, entregues aos corações que pulsavam no cerne do amor e de suas diretrizes. E é pensando assim que me distraio com as estrelas, e que tão distantes me inspiram, e eu as inspiro de volta, mesmo que seja somente o brilho. E que é tão bonito...

Então cá estou eu, outra vez na janela, encarando o céu noturno; lendo em uma constelação o seu nome, porque essa foi a resposta que tanto procurei, e que me apareceu quando tombei-me com o acaso; ele me sorriu, e nos tornamos nós - o infinito que dividiu-se para ser dois; e ser um.

7 comentários:

Sirlara Wandenkolk disse...

caramba,que lindo ficou seu "jogo" de palavras =]

leandroaleixo disse...

Estrelas sao lindas demais...vlwwww

Ele disse...

Como é bom perceber que mesmo ante a crueldade do mundo ainda sobrevive um oásis humano dentro de uma alma feminina. Bom ler essas palavras de leveza e cumplicidade com o espaço, as estrelas e outra alma certamente humana a qual tem o privilégio de inspirá-la rumo às luminescências do Existir... e mais ainda...
:do Viver.

Fraterno Abraço e beijo terno.

Mero Esmero disse...

Como é bom perceber que mesmo ante a crueldade do mundo ainda sobrevive um oásis humano dentro de uma alma feminina. Bom ler essas palavras de leveza e cumplicidade com o espaço, as estrelas e outra alma certamente humana a qual tem o privilégio de inspirá-la rumo às luminescências do Existir... e mais ainda...
:do Viver.

Fraterno Abraço e beijo terno.

Laura K. disse...

O céu norturno antes de me inspirar, me acalma.

Yohana SanFer disse...

Uma constelação inteira de inspiração...lindo texto! bjs moça!

C. disse...

Nao pude deixar de lembrar ali no final da frase do poetinha:

"E que seja infinito enquanto dure"!


Lindo Mai!