domingo, 12 de junho de 2011

Ím(par)

Você cruza com milhares de pessoas durante a sua vida, mas nenhuma delas o toca realmente. Até você conhecer aquela única, que foge dos milhares. Porque ela o toca, e ela é diferente de alguma maneira inexplicável; é o sorriso, o jeito de falar, o jeito que mexe com você, não importa, ela é aquela pessoa que você está pensando nesse exato momento enquanto lê essas linhas; ela muda você e a sua vida para sempre. Esse alguém, cuja importância foge de qualquer palavra existente, é aquele alguém que se encaixa na tradução do amor, porque depois de um tempo, quando te perguntam o que é o amor, você não mais pensa em mil e uma palavras bonitas para defini-lo, você pensa em apenas um nome. Aquele nome que traduz a sua própria felicidade; aquele nome que traduz o seu próprio ser; aquele nome que para mim é Marcelo, para você é João, Maria, Joana, José. É o nome que só tem significado para aquele que o pronuncia sentindo-o como se esse nome fosse único, e é, pois mesmo que haja milhares de outros nomes iguais, nenhum deles terá a mesma tradução; nenhum deles será tão amor quanto esse que te invade nessa hora.

15 comentários:

Marcelo" disse...

- quando o 'eu' se tornou 'nós'; e um infinito se dividiu em dois... - te amo meu amor

rafaela ivo, disse...

E eu achando que só eu que pensava assim... Acho que o amor é universal mesmo. Parabéns pela nova paixão!

Bell Souza disse...

Essa singularidade que nos conforta! Amor único em sua pluracidade!

. Nadine disse...

O amor e suas palavras me confortam. :*

T. disse...

E não existe nada, absolutamente nada, como o amor. Que dure. ^^

Pedro Menuchelli disse...

São pessoas como você que me fazem ainda crer na existência do amor. Hoje em dia, o que se vê é apenas uma caracterização do fato de gostar de estar com alguém, contudo, em cada palavra do seu texto é possivel perceber a tal necessidade que voce possui desse sentimento maravilhoso que acaba te enchendo e transparecendo em suas entrelinhas. Seria bom se todas as pessoas pudessem ter alguém realmente para pensar que pudessem ser a fonte de todo amor. Contudo, graças à algumas decepções, algumas fogem (ou pelo menos tentam) fugir.

E que dure, seja eterno e bonito enquanto dure. Ame, é muito bom te ver assim. Um grande beijo, uma semana repleta de paz e alegria,

Pedro

Tahis Cristine disse...

Texto só perfeito... Muito lindo mesmo... bjs!

HComunic disse...

e de repente algo tão complexo se torna um nome só... o amor é realmente magnífico.
Apreciei muito suas palavras, parabéns.

bárbara disse...

Que coisa mais linda! Sou apaixonada pelos seus textos. Parabéns!

Bia Oliveira disse...

Linda declaração, flor!
Ah, como eu gostaria de ter encontrado o meu amor. O nome pra pensar sempre que me perguntassem se eu acredito mesmo que almas gêmeas existem.
Já tive os meus nomes para recordar, mas nunca houve reciprocidade, injusto, não?

Fico feliz por você ter encontrado alguém com quem compartilhar o seu amor.

E que eu tenha essa sorte também :D haha

Beijos enormes, querida.

Jonas G. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jonas G. disse...

Lindo, texto maiara. Sumi por uns dias e acabei perdendo os encantos das suas palavras. "Esse alguém, cuja importância foge de qualquer palavra existente" não há como ficar emocionado com isso.

Jaya Magalhães disse...

Ah, Maiara! E eu que já senti tudo isso. Que já entendi tão perfeitamente cada um desses teus pontos.

Seu texto, Ím(par) me remeteu à frase de Lenine: "e eu, tão singular, me vi plural".

Hoje, desaprendi todos esses detalhezinhos que cabem na palavra amor. Um dia, espero reencontrá-los.

Beijo, moça.

C. disse...

Lindo texto, Maiara!

VoCê disse tudo no final "nessa hora".
Porque acredito ao longo da vida existam vários amores, dizer só amamos um, faz com que todos os outros passem a ser de segunda linha e a verdade é que aos poucos na vida da gente, passamos a perceber que podemos ter vários amores na vida.

Beijinhos

Belinha disse...

LINDA......ADOREI