domingo, 17 de julho de 2011

Tenho amado

Eu poderia ser breve, e dizer que tenho amado. Só isso. Mas isso não é um só, isso é um lá, um ré, um mi. Isso são todas as notas juntas, fazendo uma música boa que tem tocando dentro de mim. Então não serei breve, quero ser mais; quero dizer mais. Porque tenho me sentido assim - muito. E tenho sentido muito também.

E sim, eu tenho amado, amado bastante, amado de um jeito incrivelmente bom. Amado até a boca doer de tanto mostrar os dentes. Amado em versos, amado em sons, amado até quando leio anúncios no jornal. É só ler amor em algum lugar que cá estou eu, sorrindo, e lembrando do motivo que me faz sorrir assim.

Então eu tenho amado assim, exagerada, abobalhada, estabanadamente. Tenho amado, e gosto da sonoridade dessa frase. Tenho amado. Amado bastante. Amado amar. Amado o cheiro, o gosto, a textura do amor. Tenho amado o abraço, o beijo, o toque. Tenho amado os olhos, sorrisos, e gestos. Tenho amado tanto. O amado. Ele amado. Com redundância e tudo o mais.

Tenho amado desse jeito irracional; jeito meio bobo. Tenho amado tudo - tudo o que me faz lembrar do cheiro que fica em minhas roupas; das piadas que me faz rir sozinha; das palavras ternas, amáveis, e amadas por mim também. Tenho o amado tanto, que nem sei como faço para caber tudo em um metro e sessenta e cinco de altura. Mas cabe, cabe bem. Porque quando é assim, sempre achamos um lugar pra caber mais amor. E é engraçado até, porque nunca nem imaginei que fosse possível existir esse tal de amor. Mas então, cá estou eu, entre declarações e palavras desordenadas, firmando nessas linhas sentimentais e em tantas outras o quanto eu tenho amado. O quanto eu amo amar assim. O quanto esse amor me faz bem, e o quanto eu o quero pra vida toda. Porque, definitivamente, tenho amado.


Ao amor,
que chamo de amor
que chamo de Marcelo
que chamo

10 comentários:

Pedro Menuchelli disse...

A vida só vale a pena quando temos alguém para amar, essa é a grande verdade. Te ver assim, toda apaixonada é algo muito lindo, de verdade Má. As vezes, fecho meus olhos e fico pensando "quando isso vai acontecer comigo?". Todos os meus amigos me falam sempre aquela mesma parcela de palavras clichês: "no final, tudo fica bem.. vai dar tudo certo". Mas, no fundo, eu não consigo explicar o que há dentro de mim que não consegue acreditar em tudo que eles falam, porque somente a pessoa que sente consegue explicar aquilo que realmente está dentro do seu coração.

No caso, você descreveu um pouco do que sente. Em todo modo, tenho plena certeza que se fosse possível, você juntaria todos os seus textos e escreveria um livro para o seu amor, pois nem todas as palavras do mundo explicam a sensibilidade que é o amor, o bem que isso nos faz. Um ótimo texto, como sempre. Desculpa novamente pelo desabafo.

Um grande beijo, com carinho.

Nayara disse...

Ah, é muito bom amar assim. Tudo vira motivo para sorrir, qualquer palavra, ou uma simples letra que nos faz lembrar quem amamos. Na verdade encontramos o amor em tudo quando amamos, nas coisas mais absurdas, porque simplesmente não conseguimos esquecer. O amor nos deixa bobas, desconcertadas, e isso é bom, faz com que não liguemos para o que dizem, nos faz querer ser melhor, nos deixa consequentemente mais bonitas.

Lindo o texto, amei. *-*

Maria Beatriz de Castro disse...

Own, muuuuuuuita fofura <3 Amar é bom e faz bem pro corpo e pra alma! Sério mesmo. Quero voltar a amar logo ^^
Um beijo! http://biacentrismo.blogspot.com - @biacentrismo

Jonas Gonçalves disse...

Mas você já estava, acontece que o meu blog do desenhista sumiu, pois o google excluiu a minha conta do orkut... Foi triste

Adorei o texto, amar outra pessoa é quase como uma necessidade, para alguns e ainda mais lembrar de como essa pessoa te amou ou de como você amou ela. Suas palavras são detalhadas e sinceras, admiro muito isso, eu também adoro vir aqui para me encantar com seus diversos sentimentos colocados nos seus diversos textos. ^^

Vanessa disse...

Tudo que se fala de amor, é lindo, mas esta sua declaração, nossa me deixou até meio assim ouwn *-*
Marcelo? Seu amor... seu namorado?
Acho que ele ver este texto ele se apaixonará duplicadamente por ti, ahh lindo demais. D;

Tahis Vasconcelos disse...

Aiiinnn q liiindo! Amei seu texto... Lindissimo...

Elania disse...

Mai, que bom que está amando. Eu senti o amor saindo das palavras. Muito bom mesmo :}

Jaynne Santos disse...

Volto para comentar a noite! ^^

Jaynne Santos disse...

Pois bem, como começar?
Pelo começo, oras!
Tenho amado... Duas palavras escandalosamente gritantes, invasivas e com um dom sobrenatural de expressar um sentimento que quando se sente assim: Verdadeiro, íntegro e principalmente inteiro, faz nossa cabeça girar a tal ponto que a razão é esquecida, derrotada ao passo em que ainda existe, mas, existe afastada do sentimento, porque juntos são um desastre emocional.
E ter amado assim de forma única na qual exigimos o eterno, o pra sempre... É ter amado verdadeiramente.

Lindo mesmo Mai.
Beijos;

C. disse...

Acredito, Mai, porque é bíblico "Os lábios só falam do que o coração está cheio."