quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Quero mais é uma felicidade vira-lata


Pela janela eu vi a felicidade do vira-lata ao rolar no chão enquanto recebia um abraço de bom dia, foi mesmo um enlace amistoso. Era felicidade de quem ganha o primeiro raio de sol do dia e não franze a testa, o aproveita como se fosse o último.

Confesso que me perdi naquela cena, admirando aquela alegria quase vadia, alegria vira-lata despreocupada  que estava só ali, num cachorro sem nome e sem rumo, mas feliz.

Enquanto eu cerrava os olhos, o vira-lata continuava lá, aberto àquele abraço caloroso. Eu evitava a claridade recém descoberta, e ele se deliciava, vivendo ali na mais perfeita plenitude de ser quem quer que fosse, tão mais que cão sem rumo, tão mais que vira-lata.

4 comentários:

♥♥♥Ani♥♥♥ disse...

Um lindo final de semana pra você.



Beijos


Ani


http://cristalssp.blogspot.com

Bárbara O. dos Santos. disse...

Adorei.
Faz tempo que não lia sobre felicidade de uma forma tão...Despretenciosa?Gosto assim: felicidade simples sem muita razão de ser, basta sentir e pronto.Meio vira-lata sem dono, sem nome, sem rumo e ainda sim consegue ser mais feliz do que muita gente por ai.

Parabéns pelo belo blog.;)
Beijo.

Suzi disse...

é o mesmo pensamento da felicidade estar nas coisas simples. TRUE STORY
Blog Abs

Nina disse...

Me perdoe o trocadilho mas, apesar do "mundo cão", são felizes, contudo.
Abraços.